Como BPM nas empresas ajuda a alavancar os negócios

Como BPM nas empresas ajuda a alavancar os negócios

Na busca por novas tecnologias que auxiliem na evolução dos negócios, as empresas têm optado pela metodologia BPM. BPM nas empresas nada mais é que o gerenciamento de processos de negócios, que serve para aumentar a eficiência do fluxo de trabalho na instituição.

Com todas essas melhorias na gestão de processos, o BPM proporciona um negócio mais competitivo, seja na prestação de serviços, ou na venda de produtos.

Para compreender melhor como essa prática ajuda a alavancar os negócios, acompanhe o blog de hoje!

Saiba mais: 5 recursos fundamentais em uma metodologia BPM

Como surgiu o BPM nas empresas?

A metodologia BPM ficou conhecida como um conjunto de práticas para aprimorar os processos empresariais. O conceito em si surgiu nos Estados Unidos, em 2003, quando foi lançado o livro Business Process Management, The Third Wave, de Howard Smith e Peter Fingar. Na obra, houve a abordagem sobre gerenciamento de processos de negócios e como o objetivo do BPM é aumentar a produtividade e reduzir o retrabalho por meio da otimização dos fluxo de trabalho.

No tópico a seguir, explicaremos como BPM nas empresas ajuda a alavancar os negócios.

Leia também: Como modernizar a sua empresa que ainda possui sistemas legados?

Como BPM nas empresas ajuda a alavancar os negócios

Os benefícios de se adquirir BPM nas empresas são inúmeros. Começando pelo fato da organização de tudo que é processual na empresa. O fluxo de trabalho automatizado auxilia na estruturação das atividades rotineiras e na redução de tempo gasto com retrabalho quando acontece algum tipo de equívoco.

Se não há perdas com retrabalho, a eficiência operacional aumenta, pois a plataforma BPM permite uma visão holística da empresa. Com isso, nem o colaborador nem o gestor perdem tempo procurando validações nos desempenhos.

Outro ponto positivo é que, por ser versátil, a metodologia BPM pode ser implementada nas mais diversas operações, como na gestão das equipes externas, gerenciamento e suporte de TI, Recursos Humanos, Centro de Serviços Compartilhados (CSC), Financeiro, controle de processos jurídicos e vendas.

Como a comunicação empresarial acontece tanto internamente quanto externamente, há a permissão de criar fluxos de trabalho e formulários externos, que podem ser compartilhados facilmente apenas com um dispositivo com acesso à internet.

Por fim, a escalabilidade proposta pelo BPM é o que garantirá que a sua empresa continuará sendo acompanhada por essa tecnologia, não importa o quanto ela cresça, seja em demanda, ou seja em colaboradores.

É normal ter receio das mudanças. Porém, automatizar as práticas empresariais maximiza o potencial do seu negócio. Conheça 7 passos para acelerar a digitalização e automação de processos nas empresas em nosso infográfico. Baixe aqui.

Você pode se interessar: Quais as diferenças entre plataforma BPM e workflow?