BPM como alternativa ao ERP: saiba o porquê

Soluções de gerenciamento de processos de negócio BPM

BPM como alternativa ao ERP: saiba o porquê

BPM como alternativa ao ERP

Com o crescimento de sistemas de gestão integrada, pequenas e médias empresas também puderam aderir a esse tipo de ferramenta. O ERP é um sistema de controle de processos bem conhecido e eficiente. Com ele, é possível ter uma visão integrada de todo produto ou serviço. Mas, se já há eficiência no ERP, por que implantar um BMP?

O BPM como alternativa ao ERP chega como uma caixa de ferramentas vazia pronta para ser modificada de acordo com as necessidades do seu negócio. Os usuários constroem os processos para atender às demandas da empresa do zero: desenham o processo, criam grupos de participação do processo, configuram, criam formulários e, por fim, integram a outras aplicações.

É necessário conhecer as características de cada sistema para implementar o BPM a fim de otimizar o ERP. No blog de hoje, explicamos as diferenças de cada sistema de gerenciamento de processos e por que vale a pena investir em BPM mesmo se a sua empresa já tiver ERP.

Você pode se interessar:  Como fazer a integração de sistemas legados em uma plataforma BPM

BPM como alternativa ao ERP: quais as diferenças?

O ERP coleta e gerencia dados para integrar, organizar e gerenciar recursos. Tudo isso com o propósito de otimizar o gerenciamento de processos, reduzindo os custos e minimizando os riscos. Porém, por ser uma ferramenta tradicional, suas regras de trabalho ainda não são parametrizadas e, por consequência, a equipe de TI deve se adequar ao programa, não ao contrário.

Os sistemas de BPM vieram para facilitar os processos organizacionais e acabaram complementando uma brecha deixada pelo ERP: o controle e a flexibilidade de criação de novos processos. A principal solução de BPM são os processos que podem ser interdepartamentais e a facilidade da implementação. No ERP, por ser mais engessado, as atividades ficam presas a um departamento somente.

Enquanto o ERP é um software que faz a gestão de processos contendo módulos de financeiro, contábil, RH, compras, vendas e demais recursos com pouca flexibilidade, já que os processos estão prontos para uso, o BPM pode ser configurado do zero conforme as especificidades da empresa.

Se o seu negócio precisa de tarefas automatizadas, o ERP é o sistema de gerenciamento de processos para essa demanda. Se as tarefas estão ficando presas e você precisa de estratégias para desenrolá-las, o BPM pode te auxiliar com excelência.

Por isso, além de BPM ser alternativa ao ERP, a integração entre esses dois sistemas pode ser o “casamento perfeito” da gestão empresarial: o ERP controla a integridade do processo e o BPM garante, além da flexibilidade, pelo fato de ser sob medida, o monitoramento em tempo real para tomada de decisões.

Leia também: Vantagens de ter um bom BPM no gerenciamento à distância

Quais as vantagens de BPM?

O fato desse sistema de gestão de processos permitir configuração das regras e desenho de fluxos do zero, as empresas dão preferência a BPM como alternativa ao ERP, já que a flexibilidade é bem alta.

Conte com a Blue Service!

A Blue Service pode te ajudar a otimizar a gestão da sua empresa! Somos especialistas em gerenciamento de processos e oferecemos aos nossos clientes a Blue Service BPM Platform, um sistema completo, intuitivo e responsivo.

Com a Blue Service BPM Platform, a sua empresa consegue conectar diferentes operações em um mesmo local, permitindo um controle inteligente da organização, melhor gerenciamento dos resultados e rápida identificação de gargalos.

Quer saber mais sobre como implantar BPM com a Blue Service? Acesse e entre em contato conosco agora mesmo!